Pular para o conteúdo principal

ARTISTAS VISUAIS EXPÕEM OBRAS PELA PRIMEIRA VEZ A PARTIR DE EDITAL PÚBLICO

Por Sem Comentários4 min de leitura

Exposição Artes visuais no Vale do Aço pode ser visitada na Galeria do Centro Cultural Usiminas, gratuitamente, até a próxima sexta-feira (30/9)

O fomento à produção artística do Vale do Aço é o principal objetivo da exposição “Artes Visuais no Vale do Aço Continuidade”, que apresenta trabalhos de 15 artistas e coletivos da região escolhidos por meio de edital público,  na Galeria do Centro Cultural Usiminas. A mostra, realizada com o patrocínio da Usiminas e apoio do Instituto Usiminas, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, dá visibilidade a artistas visuais em início de carreira, exibindo seus trabalhos pela primeira vez em uma galeria de arte.

 

Fotografia, vídeo, objeto e performance são as linguagens da Exposição Artes Visuais no Vale do Aço, que exibe trabalhos produzidos por Berenice Campelo, Cauan Lana, Coletivo Aberto, Coletivo AVVA, Cristianne de Sá, Daniela Dornelas, Fernanda La Noce, Lara Lopes, Letícia Ventura, Maria Cloenes, Rita Bordone, Rodrigo Zeferino, Rosane Dias e Tatiane Bispo e Teuller Morais.

 

Expondo seus trabalhos pela primeira vez em uma galeria de arte, Lara Lopes assina a obra “A hora dourada”, uma série fotográfica que manifesta formas e texturas formadas por jogos de luz do pôr do sol. “Expor em Ipatinga é muito significativo para mim. É a cidade onde cresci e ainda em um espaço como o Centro Cultural Usiminas é um reconhecimento muito importante do meu trabalho. Saber que públicos de todas as idades estão interagindo com a minha obra tem sido ainda mais enriquecedor. Estou muito feliz por essa oportunidade e estar entre artistas do Vale do Aço nesta mostra”, revela Lara.

 

Cores e linhas

Artista responsável pela obra “Bordado Livre”, Berenice Campelo teve sua trrajetória nas artes reconhecida pela oportunidade de expor no Centro Cultural Usiminas. Aposentada de uma carreira como colaboradora da Usiminas, empresária e advogada, agora a artista se sente ainda mais inspirada a criar. “Nunca me vi como artista visual, mas as artes visuais sempre estiveram presentes em minha vida de diversas formas, com o artesanato, design gráfico, aulas de arte, como monitora de exposições. O bordado é onde eu me encontro e me realizo. E me surpreendi muito ao ouvir do curador Eduardo de Jesus que esse é só o começo para o meu trabalho”, conta Berenice.

 

Cursando o último período da faculdade de Arquitetura e Urbanismo, a ilustradora Letícia Ventura trabalha com ilustrações digitais.  Ela é a autora da série “Posso não ser o que você espera”, que está entre as obras da exposição Artes Visuais do Vale do Aço. “Tem sido incrível expor na Galeria do Instituto Usiminas. Ser selecionada no edital foi a validação que eu precisava para acreditar que devo continuar no caminho profissional das artes visuais. Guardo com carinho tudo que vivi até aqui, mas essa experiência é uma grande oportunidade para dar visibilidade ao meu trabalho e incentivar reflexões da minha visão da sociedade”, completa Letícia.

 

Contextos

Na avaliação da diretora do Instituto Usiminas, Penélope Portugal, a exposição potencializa o compromisso da Usiminas e do Instituto Usiminas de valorizar talentos regionais. “Ao comemorar 60 anos de operação da Usiminas essa mostra representa muito dos esforços que fazemos de maneira continuada para incentivar a produção artística local. Abrir portas para quem está começando como artista visual é mais uma forma de contribuir para o desenvolvimento regional”, salienta.

 

A exposição “Artes Visuais no Vale do Aço Continuidade” fica em cartaz até a próxima sexta-feira (30/09) e está aberta a visitação de terça à sábado, das 12h às 20h. Agendamento para visitas de grupos pelo WhatsApp da Ação Educativa: (31) 98437-3330.

Compartilhe:

Deixe uma Resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.