Pular para o conteúdo principal

FUNDAÇÃO APERAM QUALIFICA MAIS DE 40 MULHERES PARA ATUAR NA ÁREA INDUSTRIAL

Por Sem Comentários3 min de leitura

Cursos gratuitos de Operadoras Siderúrgicas Soldadoras e Manutenção Mecânica, ministrados por meio do Instituto do Inox

 

O mercado de trabalho do Vale do Aço conta com mais 41 mulheres preparadas para atuar em empresas do ramo industrial. As novas profissionais receberam os certificados de conclusão dos cursos de qualificação de Operadora Siderúrgica Soldadora e de Manutenção Mecânica pela Fundação Aperam Acesita, por meio do Instituto do Inox, como parte do Programa de Inclusão com Diversidade da Aperam.

“Temos o prazer imenso de testemunhar mais a vitória ao lado de novas profissionais prontas para o mercado industrial. Ficamos felizes por ter sido estabelecida uma relação de confiança, em que investimos no desenvolvimento profissional de mais mulheres e elas se empenharam para garantir evolução durante o curso. A celebração é ainda mais especial por sabermos que boa parte das formandas já estão empregadas”, revelou o presidente da Fundação Aperam, Venilson Vitorino.

Humberto Marin, diretor Industrial de Desenvolvimento da Aperam, por sua vez, ressaltou a importância da criação do curso de soldagem exclusivo para mulheres. “Batalhamos por equidade evidenciando e abrindo as portas para a diversidade na empresa. Queremos ser uma empresa mais inclusiva e diversa. Nosso objetivo está se concretizado abrindo uma porta para a carreira das formandas e cumprindo a nossa missão de revolucionar a indústria construindo um mundo de oportunidades, independente do gênero das pessoas”, frisou.

Prosperidade

Naele Vitória é uma das profissionais qualificadas pelo curso de Operadora Siderúrgica Soldadora. Sua trajetória como soldadora começou em 2021, no curso de Soldagem TIG e Acabamentos em Inox, promovido também pela Fundação Aperam e Instituto do Inox. “Era muito difícil espaço para mulheres na indústria e o Instituto do Inox me abriu a primeira porta como soldadora. Agora, como Operadora Siderúrgica Soldadora, conheci o processo inteiro, aperfeiçoei o que já sabia e realizei o sonho de fazer parte do time Aperam”, comentou.

Para Sabrina Vasconcelos Caetano, o curso de Manutenção Mecânica veio como oportunidade para vencer novos desafios. “Não conhecia nada do setor industrial. Tinha muito medo de não conseguir trabalhar com mecânica. Fui muito incentivada a dedicar e aprendi uma nova profissão, que jamais imaginei trabalhar. Vejo que é possível aprender e desenvolver em qualquer área, mesmo sem experiência prévia, desde que haja esforço e empenho”, contou.

Dos principais ganhos conquistados com o curso, Beatriz Samora, do curso de Operadora Siderúrgica Soldadora destacou o incentivo para sair da zona de conforto. “O curso me trouxe oportunidades para mudar minha carreira. Foi fundamental para criar novos vínculos, com as colegas do curso e, ainda, tenho a felicidade pelo conhecimento adquirido”, declarou.

Compartilhe: