HOSPITAL MÁRCIO CUNHA RECEBE RECERTIFICAÇÃO INTERNACIONAL

Image_not_found
  • Data

    04/11/2021

A unidade hospitalar mantém a acreditação, permanecendo no seleto grupo dos hospitais do país certificados pela norma DIAS- DNV International Healthcare Accreditation Standard

 

Exemplo de excelência em assistência e em gestão no Leste do Estado, o Hospital Márcio Cunha acaba de ser recertificado na norma DIAS (DNV - International Healthcare Accreditation Standard), norma internacional europeia que nos Estados Unidos é chamada de National Integrated Accreditation for Healthcare Organizations (NIAHO), formalmente reconhecida pelo Departamento de Saúde dos Estados Unidos.

Desenvolvida a partir de padrões internacionais de gestão, segurança assistencial e de infraestrutura, sempre alinhados à legislação local, a DIAS (DNV International Healthcare Accreditation Standard) exigiu da Instituição investimento, capacitação e preparo de todas as suas equipes ao longo dos últimos anos para que seus requisitos fossem colocados em prática no dia- a dia. Durante quatro dias, auditores brasileiros e norte-americanos da DNV checaram os processos de gestão, qualidade, assistenciais e a estrutura física das unidades do HMC, com foco na gestão de riscos e melhoria contínua.

Dentro da gestão do ambiente físico, que inclui inspeções nas áreas de utilidades como sistema elétrico, hidráulico e de ar-condicionado, foram avaliados também a gestão de produtos perigosos, controles de acessos e gestão de equipamentos.

Um quesito importante da norma é a avaliação dos sistemas de proteção à vida, que incluem planos de contingência para a gestão de crises, incluindo a atuação do comitê de crises, a evacuação dos prédios em caso de sinistros, a funcionalidade dos alarmes e dos equipamentos de combate a incêndios, além de itens como acessibilidade e sinalização. 

A certificação DIAS desde 2014, contribuiu ainda para a melhor estruturação das ações de enfrentamento à covid-19, pois a gestão de crises é um requisito de grande importância dentro da Gestão de ambiente físico e vem sendo trabalhado pela diretoria e equipes do HMC, desde então.

“Esta recertificação confirma a eficiência do trabalho diário desenvolvido pelas nossas equipes e reforça que mantemos as boas práticas para que tudo funcione da melhor maneira no processo assistencial e de gestão. Para além disso, contamos com profissionais que pautam suas ações pela responsabilidade ético-profissional e buscam cada vez mais a qualidade e a excelência na prestação dos serviços sempre com foco nas pessoas”, destaca o diretor de Hospitais da Fundação São Francisco Xavier, Dr. Mauro Oscar Soares de Souza Lima.

Para a auditora líder da DNV, Palloma Vaz, o Hospital Márcio Cunha, ao longo dos anos de certificação, demostrou aprimoramento dos processos e o amadurecimento do sistema de gestão que permitiu a excelência da assistência, sempre com foco na segurança e gestão de risco. “O enfrentamento da pandemia de maneira proativa, responsável e oportuna evidenciou o respeito e o compromisso com colaboradores, pacientes/familiares e com toda sociedade. O desempenho do Hospital é fruto do trabalho árduo e constante de todos os colaboradores para construção de um sistema seguro evidenciado durante os ciclos de auditoria”, destacou.      

Referência nacional

Conquistar uma das mais importantes certificações internacionais significa um diferencial para hospitais brasileiros que mantêm uma gestão assistencial madura e consolidada. Isso porque somente as instituições que já possuem a certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) em Nível de Excelência (Nível 3) estão aptas para receber a certificação internacional da DIAS /NIAHO. Em 2003, o HMC foi a primeira entidade hospitalar do país a ser certificada no nível de excelência da ONA.

FONTE: Divulgação

COMPARTILHE