LIVRO HISTÓRICO E FOTOGRÁFICO SOBRE CIDADES DO MÉDIO PIRACICABA É LANÇADO NA REGIÃO

Image_not_found
  • Data

    22/03/2021

O historiador, Mário de Carvalho Neto e a fotógrafa, Elvira Nascimento, lançam mais um relevante trabalho editorial sobre Nova Era, São Domingos do Prata e João Monlevade

 

Após cerca de três anos de intensa pesquisa historiográfica, garimpagem e interpretação de fotografias históricas e produção de fotografias atuais, o livro “Cidades do Médio Piracicaba, Nova Era, São Domingos do Prata, João Monlevade, Ontem e Hoje” será lançado nas três cidades retratadas, e no Vale do Aço. Sob a chancela da Lei Rouanet, e patrocinado pela Cenibra e Univale Transportes, com apoio do Sicoob Credimepi, Emalto, Cerca e Cia, Fortfrio, Associações comerciais e CDLs de Nova Era e São Domingos do Prata, Prefeitura e Câmara de Vereadores de Nova Era, Restaurante Búfalo Bill, Mecânica Neubert, Tribuna do Prata e da revista Caminhos Gerais, o livro com encadernação em “capa dura”, foi impresso pela Rona Editora, em Belo Horizonte.

O livro “Cidades do Médio Piracicaba, Nova Era, São Domingos do Prata, João Monlevade, Ontem e Hoje”, conta um pouco da história das três cidades, ilustrado com fotografias históricas e atuais, sendo as atuais, produzidas no mesmo local, propiciando ao leitor comparar o presente com o passado, e refletir mediante de uma leitura mais aprofundada sobre as transformações ocorridas, principalmente nos aspectos urbanos.

Este livro, é mais um projeto bem sucedido da dupla Mário e Elvira, diretores da MCN Comunicação e Editora, produtora da revista e do portal, Revista Caminhos Gerais.

Em 2015, eles lançaram juntos outro livro histórico fotográfico de grande sucesso, o “Vale do Aço, Antes e Depois”, esgotado pouco tempo após seu lançamento. A publicação, diferente da atual, não contou com patrocinadores, sendo realizada com recursos próprios. Segundo Mário, foi oferecido a algumas empresas da região, a impressão de sua logomarca na folha de agradecimento, caso essa se comprometesse a comprar 10 ou mais livros, com pagamento programado para o dia da entrega dos mesmos. Ao alcançar o valor da impressão na pré-venda, o livro foi impresso e lançado na Fundação Aperam Acesita. Segundo autor, o livro ainda é procurado até os dias atuais.  

Mário ressalta que por meio do comparativo fotográfico entre o passado e o presente, o livro resgata para a geração atual um pouco da cidade que seus antepassados ajudaram a construir e a cidade que essa geração está construindo, com as intervenções na busca de uma representação do moderno.